Para os pacientes de psoríase, o mês de outubro tem sido de esperança com a criação do Dia Mundial da Psoríase, determinado, em 2014 pela OMS a ser celebrado mundialmente em 29 de outubro. Nesta terça-feira (31/10) foi a vez da Comissão de Saúde e Meio Ambiente, da  Câmara de Vereadores de Porto Alegre promover a reunião “Rede Municipal de Atendimento à Psoríase” com políticos, órgãos públicos, diretores de hospitais, entidades e profissionais da saúde. A iniciativa do vereador José Freitas, autor da Lei Municipal 12.247, de maio deste ano, que institui a Rede de Atenção às Pessoas com Psoríase, torna a capital gaúcha uma das cidades precursoras no País a ter um programa voltado a esses pacientes.

Dentre os objetivos da Lei, o atendimento multiprofissional no tratamento à psoríase, a instalação de programas informativos nas unidades básicas de saúde para orientar o diagnóstico correto e a promoção do acesso aos tratamentos. O programa deverá ser assessorado pela organização sem fins lucrativos Psoríase Brasil. Com sede em Porto Alegre e atuação nacional, a entidade realiza trabalho junto ao poder público visando melhores condições aos pacientes. Como marco do Dia Mundial 2017, a Psoríase Brasil liderou a instalação da “Frente Parlamentar Mista Pela Psoríase e Artrite Psoriásica”, em 19 de outubro, para atuar em prol do tema no Congresso Nacional.

A entidade também realizou campanha informativa na Câmara dos Deputados, em Brasília, colhendo a assinatura de apoio de mais de 200 parlamentares. Uma das primeiras ações da Frente é organizar uma Audiência Pública no Congresso Nacional para debater os Protocolos Clínicos de Diretrizes Terapêuticas do Ministério da Saúde, que determinam quais medicações devem ser fornecidas pelo SUS. A entidade briga pela incorporação de medicamentos boiológicos e ampliação da oferta de fototerapia, entre outros pleitos.