Associação Brasileira de Psoríase, Artrite Psoriásica e de outras Doenças Crônicas de Pele

Entenda as causas da Urticária Crônica Espontânea

Ao contrário de outras urticárias, a Urticária Crônica Espontânea (UCE) não está associada a fatores externos, como alimentação, uso de medicamentos, uso de cremes ou perfumes, stress, pólen, entre outros. Quando a urticária crônica é desencadeada por gatilhos externos, a doença recebe o nome de Urticária Crônica Induzida (UCIND).  

As manifestações clínicas da UCE ocorrem quando uma das células do sistema imunológico, o mastócito, é ativado e passa a liberar grandes quantidades de mediadores inflamatórios, sobretudo a histamina. Essa substância é a responsável pelos sintomas causados pela doença, como a coceira e as urticas. 

Estudos apontam que aproximadamente metade dos casos de UCE está relacionada à autoimunidade dos pacientes, embora não se saiba quais fatores do corpo humano ativem o mastócito e a histamina. 

Para ser caracterizada como UCE, as crises de urticária devem ser igual ou superior a seis semanas e não ter uma causa relacionada, o que torna seu diagnóstico nem sempre fácil de ser realizado. Especialistas costumam acompanhar o histórico da doença e do paciente para chegar ao seu diagnóstico clínico. Além disso, exames laboratoriais podem ser realizados para que se exclua outras possibilidades de desencadeadores da urticária para se chegar ao diagnóstico de UCE. 

As urticárias mais comuns não são as crônicas, mas, sim, as agudas que apresentam os sintomas de coceira, lesões, etc., por um período menor do que seis semanas e costumam ser desencadeadas por fatores externos. Elas costumam estar relacionadas ao uso de medicamentos, infecções ou à alimentação. 

Embora a UCE possa aparecer em qualquer período, sua maior prevalência ocorre em idade entre 20 e 40 anos.  

Fontes: 

https://saude.novartis.com.br/urticaria/

https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/urticaria/73/